quarta-feira, 26 de junho de 2013

Plenário pode votar hoje redução de imposto para transporte coletivo

O Plenário pode votar hoje, a partir das 9 horas, proposta que reduz a zero as alíquotas de PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre serviços de transporte coletivo municipal urbano. Pela proposta (PL 2990/11) a isenção das alíquotas terá duração de 5 anos.
 
O autor do projeto, deputado Mendonça Filho (DEM-PE), argumenta que, além de viabilizar a oferta do transporte público a preços mais baixos, favorecendo principalmente a população de baixa renda, a proposta também pode estimular o uso do transporte coletivo em vez dos veículos particulares.

O barateamento do transporte coletivo é uma das bandeiras das manifestações populares das últimas semanas. O estopim do movimento foi o aumento das tarifas de ônibus, que provocou a primeira manifestação no dia 6 de junho, em São Paulo.


Historiador
Também está na pauta do Plenário o PL
4699/12, do Senado, que regulamenta a profissão de historiador, exigindo que o profissional tenha diploma de curso superior em História.

Segundo o projeto, também poderá trabalhar como historiador quem tiver mestrado ou doutorado na área, sem necessariamente ter concluído o terceiro grau em História. O profissional também terá que se registrar na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do local onde irá atuar.


Da Agência Câmara

LEIA MAIS:

 

Câmara aprova royalties do petróleo para educação e saúde

 

Delfim Netto depõe na Comissão Municipal da Verdade de São Paulo e diz que não sabia de tortura

 

Governo vai criar 35 mil vagas para médicos no SUS até 2015

 

Mais da metade dos alunos do 3º ano do ensino fundamental são analfabetos funcionais, diz pesquisa

 

Depois de pressão popular, Câmara rejeita PEC 37

 

Vereadores aprovam redução na tarifa do transporte coletivo

 

Deputado quer discutir instalação de antenas de celulares

 

ENTREVISTA com Vera Lúcia (PSTU): “João recebeu dinheiro dos empresários de ônibus”

 

Valadares Filho diz que investimentos em infraestrutura e mobilidade urbana estão atrasados

 

Vereador quer passagem de ônibus em R$ 2,25

Nenhum comentário:

Postar um comentário