terça-feira, 18 de junho de 2013

Número de casos de dengue cai 94,35%

De janeiro até esta segunda-feira, 17, o número de casos de dengue confirmados em Aracaju caiu 94,35%, com relação a janeiro a junho do ano passado. Foram notificados 472 casos, sendo que 113 foram confirmados, enquanto que em 2012 foram 3.627 casos, dois mil deles confirmados. Desse total, 11 casos foram graves. Este ano, até agora, nenhum caso grave de dengue foi registrado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Estes percentuais só estão sendo possíveis devido ao empenho da SMS e ao apoio da população no combate à doença, com diversas mobilizações, entre elas a de recolhimento de pneus em pontos estratégicos da capital. A coordenadora do Programa Municipal de Controle à Dengue, Taíse Calvacante, afirmou que a coleta de pneus é fruto de ação entre a SMS e a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e tem números expressivos.

Segundo Taíse, de janeiro a maio deste ano, foram coletados 23.845 pneus, contra 22.613, no mesmo período do ano passado, o que representa um aumento de 5,45%, comparado com 2012. Estes pneus são recolhidos em pontos estratégicos da capital, como borracharias, revendedoras de pneus e ferros-velhos. Eles são levados para um ecoponto, no bairro Santa Maria, seguindo, posteriormente, para indústria que fabrica pneus.

"Nós fazemos a coleta de pneus velhos todos os dias, de segunda à sexta-feira, em nove bairros. Significa que, por semana, visitamos 45 bairros. Cobrimos toda cidade", assegurou Taíse, ao acrescentar que, com essa iniciativa, o município cumpre a resolução número 416 do Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), que orienta sobre o destino adequado dos pneumáticos. "A orientação é que o descarte dos pneus deve ser responsabilidade dos produtos dos fabricantes, distribuidores, revendedores, consumidores finais em parceria com o poder público ", acrescentou Taíse.

A coordenadora do programa explicou que recolhimento de pneus velhos é importante porque eles são criadouros do Aedes aegypti. "Os pneus são escuros e armazenam água estando em pé, deitado ou de lado, além de serem quentes. Eles oferecem as condições necessárias para que a larva se transforme em mosquito, por isso precisam ser recolhidos", afirmou Taíse, que forneceu o número de telefone da Vigilância Epidemiológica (3179-1000) para aquelas pessoas que têm pneus em casa e precisam descartá-los.


LEIA TAMBÉM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário