quarta-feira, 19 de junho de 2013

Max Prejuízo defende que PM não esteja presente em manifestação

"O povo brasileiro dá uma bela demonstração de espírito democrático e capacidade de mobilização. Milito desde os 16 anos de idade, sempre estive presente nas ruas e sei o quanto essa manifestação é importante para a formação da juventude. Engana-se quem pensa que o povo está indo às ruas apenas pelo transporte público. O povo clama por educação, saúde, segurança, mobilidade urbana, qualidade de vida e, acima de tudo, por respeito", disse hoje o vereador Max Prejuízo (PSB). O parlamentar fez um apelo ao governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), para que a Polícia Militar de Sergipe (PM/SE) não esteja presente durante o manifesto intitulado "Acorda Aracaju", que acontecerá na tarde desta quinta-feira na capital sergipana, seguindo os manifestos que acontecem nacionalmente.

 
Para Max, as pessoas estão indo às ruas de forma pacífica e a presença da polícia "pela experiência que tenho nos movimentos sociais, pode gerar algum tipo de provocação de um lado ou de outro. Em 1992 colocamos 15 mil pessoas nas ruas com o Fora Collor, sem polícia e de forma pacífica", argumentou.

"A população acordou mas é importante continuar de olhos abertos. A manifestação precisa ir além das ruas. É inadmissível que não tenhamos médicos permanentemente nos hospitais públicos, que não tenhamos uma educação de qualidade. É inadmissível se aumentar a tarifa do transporte e os ônibus permanecerem sucateados. É inadmissível que não tenhamos segurança, nem dentro de nossas casas. O povo está nas ruas, cabe a classe política entender a mensagem. Quero me somar a milhões de brasileiros que, conscientes, despertaram. Vamos juntos às ruas, pacificamente, fazer valer a nossa voz", concluiu Max Prejuízo.



Leia também:


Max Prejuízo defende que PM não esteja presente em manifestação

 

Iran Barbosa cobra aplicação da MP 617 para reduzir a tarifa de ônibus em Aracaju

 

Maio registra crescimento de 10% na abertura de empresas

 

Jackson Barreto revela expectativa de manifestações ordeiras em Sergipe

 

Fábio Reis solicita apoio da Integração para execução de projeto no Rio Vaza Barris

 

Líder do PSC defende contrapartida estudantil no ensino superior











 

Nenhum comentário:

Postar um comentário