segunda-feira, 17 de junho de 2013

Aracaju se soma a mais de 40 cidades e promove Ato Nacional pela Revogação do Aumento da Passagem de Ônibus

Nesta quinta-feira, dia 20/06, às 17h, ocorrerá mais uma manifestação contra o aumento da passagem do transporte coletivo. Dessa vez, a concentração para o ato acontecerá na Praça Fausto Cardoso, o objetivo é a revogação do aumento das passagens de ônibus em Aracaju aprovada pelos vereadores e sancionado pelo prefeito João Alves (DEM).
 
Outra medida importante é pressionar o judiciário a anular o aumento da tarifa, de acordo com Ação Popular ajuizada na última quinta-feira, 13. A ação se baseia num laudo-técnico elaborado por economistas de Aracaju que aponta que o cálculo tarifário elaborado pela SMTT contém irregularidades que fazem com que o valor da tarifa de ônibus seja muito maior que o seu preço real.

Segundo o economista Demétrio Varjão, a SMTT inclui no cálculo da tarifa custos que não existem, como gastos com protetores de câmara de ar, quando na realidade a frota de ônibus de Aracaju se utiliza de pneus sem câmara. Além disso, também é feita indevidamente a inclusão de gastos com salários de cobradores em micro-ônibus e micrões, sendo que nesses veículos só há um motorista realizando as duas funções.

De acordo com Luiz Gustavo, advogado, “a iniciativa da ação popular vem no sentido de corrigir um superfaturamento nos custos das planilhas apresentadas pela SMTT e pelas empresas de ônibus”. Ele lembra ainda que a denúncia da planilha não começou de agora e frisa outras decisões judiciais. 

“Fizemos muitos protestos, debates públicos, participação na Câmara de Vereadores, na SMTT e na prefeitura. Tentamos o diálogo de todas as formas, mostrando de forma técnica todas as irregularidades, mas passaram por cima da lei e do bom senso. Agora cabe a justiça corrigir esse absurdo para que o reajuste da passagem seja revogado, seguindo a postura dos tribunais de Goiânia e Porto Alegre”, comenta.

A manifestação também se dará em solidariedade as mobilizações nacionais que vem sendo duramente reprimidas pela força policial. Em São Paulo é absurda a forma como o prefeito Haddad (PT) e o governador Alckmin (PSDB) estão agindo perante as lutas que estão acontecendo naquela cidade. “Se ficarmos calados diante desses abusos, estaremos aceitando o desrespeito às liberdades de expressão e manifestação”, desabafa o professor Cleidson Carlos.

Além dessas pautas, insere-se a discussão do passe livre para estudantes e trabalhadores desempregados, essa é uma realidade em outras cidades brasileiras, acreditamos ser plenamento possível sua implantação em Aracaju. Além de tudo prestamos solidariedade aos 120 trabalhadores da VCA que foram demitidos e tiveram seus direitos cortados.

O que: Ato Nacional Contra o Aumento da Passagem de Ônibus
Quando: quinta, dia 20 de junho, às 17h
Onde: Praça Fausto Cardoso
Movimento Não Pago – ANEL – Central Sindical e Popular - CSP Conlutas Sindipetro AL/SE - Centro Acadêmico Tobias Barreto (CATB) - Centro Acadêmico de Serviço Social/UFS – Movimento Palhaços de Luto - Movimento de oposição ao SINTRASE: Sindicato é pra lutar - Coletivo Sejam realistas, exijam o impossível - Coletivo de mulheres de Aracaju - Partido Pirata - Partido Socialismo e liberdade (PSOL)  Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU) - Movimento Germinal - Centro Acadêmico Silvio Romero (CASR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário