terça-feira, 21 de maio de 2013

Saúde alerta: estoque de sangue no Hemose está baixo

Apesar das diversas campanhas promovidas por instituições parceiras, para mobilizar a sociedade sobre a importância das doações de sangue no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), o número de bolsas ainda está abaixo do regular. A unidade é responsável, também, pelo fornecimento de hemocomponentes (a exemplo das plaquetas e hemácias) para a rede hospitalar estadual.
Com a redução nas doações, a coleta diária de sangue passou 100 para 80, quantitativo considerado insuficiente para atender a demanda diária hospitalar, direcionada às transfusões, transplantes, cirurgias, quimioterapia, entre outros procedimentos. O Hemose está necessitando de todos os tipos de sangue: A, O, B e AB, fatores Rh Positivo e Negativo.
 
De acordo com dados do Laboratório de Produção e Dispensação do Hemose, em média, são liberadas 80 bolsas de sangue diariamente. “As bolsas coletadas em um dia são liberadas aos hospitais e maternidades após a análise sorológica. Dessa forma, o sangue coletado na unidade não forma estoque. Essa situação pode comprometer a realização das cirurgias”, explicou a gerente Florita Aquino.
 
Ainda de acordo com a técnica, com uma única doação é possível salvar até quatro vidas. “Através do sangue é possível separar diferentes hemocomponentes como concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado”, reforça.
 
Para doar sangue, o candidato deve ter entre 16 e 67 anos, estar bem de saúde, ter acima de 50 quilos, não ingerir alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação e não ter tomado vacina nos últimos 30 dias.
 
O Hemose funciona diariamente de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h e, aos sábados e feriados, das 8h às 12h. Informações pelos telefones (79) 3225-8000 e 3259-3174.

Nenhum comentário:

Postar um comentário