quinta-feira, 9 de maio de 2013

Max Prejuízo reivindica celeridade e fiscalização nas obras da Deso

O vereador Max Prejuízo (PSB) utilizou o Pequeno Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na tarde desta quinta-feira, 9, para reivindicar à Deso celeridade na conclusão das obras de saneamento básico na região do conjunto Augusto Franco e Farolândia.


"São mais de R$ 12 milhões em investimentos de saneamento básico para melhoria da qualidade de vida daquela população, e o que vemos são bueiros estourados a cada esquina. Esta obra, que começou em 2008, tinha um prazo de 450 dias para terminar e até agora nada. A Deso recebe a reclamação mas não toma providência. É uma situação preocupante, ainda mais quando a própria população, sem conhecimento, faz ligação direta com as redes de esgoto. Falta comunicação e fiscalização", alerta Max Prejuízo, avaliando que a população também deve colaborar.

O parlamentar questiona a taxa de esgoto cobrada e a considera como "abusiva, já que a obra tem recursos do Governo Federal. É necessário que a Companhia de Saneamento realize uma ação imediata. Até quando a Deso vai fazer de conta que recebe as reclamações da ouvidoria? É preciso que a obra aconteça, que haja comunicação com a população e a fiscalização. Faço um apelo para que a Deso chame para si a responsabilidade", concluiu Max Prejuízo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário