sábado, 11 de maio de 2013

Incêndio destrói 14 bares na prainha de Canindé


Por MAX AUGUSTO 
 
Um incêndio iniciado na madrugada de ontem destruiu 14 bares na prainha do município de Canindé do São Francisco. Após uma explosão, por volta das 2 horas da manhã, o fogo se alastrou rapidamente pelas barracas construídas com folhas de madeirite. Um vigia percebeu a fumaça e alertou o dono das barracas, que viram seus pertences serem consumidos mas não  puderam fazer nada. Os bombeiros só chegaram ao local por volta das 7 horas da manhã.
 
O prejuízo para os donos das barracas foi enorme: além de mercadorias como refrigerantes, cerveja, peixes e demais alimentos, eles perderam fogões industriais, freezers, panelas, pratos e todos os utensílios utilizados. Nada foi salvo. O comerciante Gilvan Amaro, que aluga uma das barracas há cerca de seis meses, conta que não sabe como irá retomar seu trabalho, já que perdeu tudo, e reclama da demora para a chegada dos bombeiros.

“Foi um prejuízo muito grande, não deu pra aproveitar nada”, contou Gilvan. Outro comerciante que perdeu tudo foi José Pereira, que há sete anos possui um bar em uma das barracas. Ele conta que de acordo com informações do vigia que tomava conta do local, a explosão aconteceu perto de um dos freezers.

“Todos os barracos são de madeira e ainda tivemos sorte porque os botijões de gás não explodiram. Acho que a rede elétrica não aguentou quase cinquenta freezers ligado”, falou José. Até por volta das 5 horas da tarde a perícia não havia chegado para analisar o local e tentar descobrir a causa do incêndio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário