terça-feira, 14 de maio de 2013

Eduardo Amorim intervenção federal na Codevasf em Sergipe

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) voltou a cobrar uma intervenção do governo federal para resolver as dificuldades dos produtores dos perímetros irrigados do baixo São Francisco, em Sergipe. O parlamentar foi entrevistado na manhã da terça-feira, 14, por Gilmar Carvalho, que estava em Propriá com prefeitos e parceleiros da região dos ‘ribeirinhos’. “A realidade que passam da situação dos trabalhadores e dos perímetros, em Brasília, é totalmente diferente da que conhecemos em Sergipe”, disse Amorim.
 
Para o parlamentar, está sendo tranmitido que a região está às mil maravilhas. Depois de visitar os perímetros e ouvir os produtores o senador levou as demandas  para a presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). “Não pensávamos em denuncismo, queríamos apenas ajudar. Mostramos as imagens ao ministro da Integração Nacional e ao presidente da Codevasf”, disse o senador ao relatar que estava acompanhado do prefeito de Propriá, José Américo.

O objetivo da visita do presidente Elmo Vaz a Sergipe, principalmente no baixo São Francisco seria o conhecimento e melhor distribuição dos investimentos, pois segundo o senador, em visita realizada recentemente foi detectado que as máquinas encontram-se quebradas, as águas contaminadas e os produtores sem perspectivas. O senador queixou-se de ter sido criticado após cobrar providências do governo e garantiu que não se calará. Amorim disse lamentar que, em pleno século 21, alguns setores da política ainda considerem os órgãos estatais feudos a serviço não do povo, mas de seus integrantes.

“A Codevasf deve ser atuante e presente. O mesmo grupo político domina a companhia há décadas. Temos certeza que após mostrarmos esse canto esquecido do nosso estado, teremos a solução”, argumentou Amorim ao exemplificar que em 2010 quase 80% das emendas do Ministério da Integração foi para o Pernambuco. “Faltaram projetos em Sergipe? Porque não fomos beneficiados? Vamos produzir os projetos. Parem de caluniar e vamos ao trabalho”.

Ao falar das críticas recebidas o senador pediu para que prestem contas dos serviços disponibilizados a população. “Preste conta dos anos que está no Senado, mostre o que fez para o povo e aos parceleiros em dez anos. Não criamos fatos, mostramos a realidade, que muitos não querem ver”, disse Amorim.

Conab
 O senador relatou, ainda, que durante outra audiência na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nas presenças dos prefeitos de Monte Alegre e Porto da Folha e de vereadores para falar sobre a ineficiência da distribuição e ouvir do presidente sobre novos postos de distribuição, também, foi solicitado à presença da presidência em Sergipe. “A superintendente Regional Bahia/Sergipe, Rose Pondé, estará na próxima segunda-feira em Nossa Senhora da Glória para ouvir as pessoas e espero que não haja nenhuma interferência”, informou o senador.

Coordenação da bancada
O senador comunicou, ainda, que os parlamentares não se reúnem constantemente, como de fato deveria acontecer, segundo ele, as reuniões acontecem apenas uma vez por ano, quando se da à distribuição das emendas. “Por isso que Sergipe empenha muito pouco, pois não há articulação. Essa história que não empenhamos emenda de bancada é falácia, se não há interesse não há liberação”, comunicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário