quarta-feira, 1 de maio de 2013

Déda discute investimentos de R$ 300 milhões em abastecimento de água e em saneamento básico na capital

Uma conquista histórica para a cidade de Aracaju e a garantia de acesso a um serviço fundamental para a qualidade de vida da população. Esta foi uma das tônicas debatidas pelo governador Marcelo Déda, na manhã desta terça-feira, 30, numa reunião com os secretários de Estado da Casa Civil, Silvio Santos; do Desenvolvimento Urbano, Lúcia Falcón, além do presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari. Entre os temas discutidos estiveram a regularização do fornecimento de água em diversos municípios e as obras que vão garantir que Aracaju tenha 95% do seu território com saneamento básico, fruto de um investimento de R$ 300 milhões captados do Governo Federal, que também será utilizado para regularização da oferta de água em Sergipe.
 
Indicador Histórico
De acordo com o governador Marcelo Déda, este investimento levará Aracaju a alcançar um indicador histórico e de destaque dentre as capitais brasileiras. “95% da capital será servida por esgotamento sanitário, tanto na captação quanto no tratamento. Essa liberação nós obtivemos junto ao governo da presidenta Dilma Rousseff, incluída no PAC2, e que foi publicada no Diário Oficial da União há dois dias”, anunciou o governador, em relação aos R$ 300 milhões que serão investidos, sendo R$ 150 milhões no esgotamento da zona Norte de Aracaju, e R$ 150 milhões na ampliação da oferta de água em vários municípios.

“Orientei ao presidente da Deso que estes investimentos sejam licitados na forma do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que é mais ágil, de modo que possamos dar início o mais breve possível a esse importante investimento. Deveremos estar assinando ordens de serviço e deflagrando esses processos por volta do dia 15 de maio”, afirmou o governador.

Abastecimento de Água
O governador também foi informado do lançamento de duas licitações de obras de fornecimento de água, a duplicação da adutora Sertaneja, que vai aumentar o fornecimento de água na região de Nossa Senhora da Glória, viabilizando a regularização do fornecimento em municípios como Moita Bonita, Nossa Senhora Aparecida e São Miguel do Aleixo, além da adutora que reforçará o fornecimento para Itabaianinha e Tomar do Geru.

Além disso, ainda segundo o chefe do Executivo, a extensão da rede de abastecimento permitirá alcançar vários povoados da região que atualmente não contam com fornecimento regular. “Esses são recursos que serão revertidos para beneficiar diretamente essas regiões graças a uma parceria exitosa que mantemos com o Governo Federal”, complementou.

A adutora que fornecerá água para Tomar do Geru e Itabaianinha fará a captação em Umbaúba, substituindo as antigas instalações por uma adutora com sistemas mais potentes reforçando a capacidade de distribuição e normalização do abastecimento.

Novos Contratos e Moradias Populares
Marcelo Déda também foi informado pela secretária Lúcia Falcón de novos contratos para obras de infraestrutura urbana e segurança pública em diversos municípios, como delegacias de pequeno porte, onde licitações foram concluídas e os contratos já dimensionados. “Autorizei que a assinatura fosse feita, já que representam investimentos aproximados de R$ 9 milhões e trarão melhorias para a população”, destacou.

O governador também autorizou o início de novos processos licitatórios para projetos do programa Sergipe Cidades, além de discutir diversas obras do projeto Pró-Moradia, numa operação de crédito realizada com a Caixa Econômica Federal. “Esta medida possibilitará o desfavelamento na avenida Euclides Figueiredo, e também, no lado do município de Nossa Senhora do Socorro, a retirada das famílias que habitam embaixo da ponte, já que lá também será construído um conjunto habitacional”, explicou.

Ainda segundo Marcelo Déda, problemas contratuais com a empresa encarregada da obra anteriormente já foram solucionados, e uma nova empresa assumiu as atividades. “Autorizei a secretária Lúcia Falcón a lançar a licitação para as casas que serão construídas na Euclides Figueiredo e a nossa expectativa é que, ainda em maio, a depender de uma reunião que teremos com dirigentes da Caixa Econômica Federal, possamos anunciar 3.000 novas unidades habitacionais dentro do programa Minha Casa, Minha Vida”, antecipou.

Conforme o governador, ainda faltam sincronizar alguns detalhes de ordem burocrática. “Pretendo me reunir com o superintendente da Caixa em Sergipe, Luciano Pimentel, e com os secretários de Estado da Inclusão e Assistência Social, da Fazenda e do Desenvolvimento Urbano para definirmos o aporte de recursos do Estado, como contrapartida, e a partir daí lançar mais três mil unidades habitacionais da Grande Aracaju em benefício dos sergipanos”, concluiu o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário