quarta-feira, 15 de maio de 2013

Déda anuncia investimentos para saneamento e oferta de água



“Uma nova era no saneamento básico e na distribuição de água tratada em Sergipe”. Assim, o governador Marcelo Déda definiu a importância dos investimentos anunciados na manhã desta quarta-feira, 15, que superam a cifra dos R$ 156 milhões na ampliação de sistemas de abastecimento. Também foi realizada uma exposição detalhada de um resumo de investimentos que visa assegurar a ampliação do tratamento de esgoto na grande Aracaju, alcançando a cobertura inédita de 90% do território da capital, a maior em todo o Nordeste. O anúncio das medidas ocorreu no auditório do Celi Praia Hotel, na Atalaia.




“O que vemos hoje significa o prosseguimento de uma política que priorizou a melhoria do saneamento básico em Sergipe, tanto na expansão da distribuição de água, quanto na implantação de esgotamento sanitário. No total, ao longo destes sete anos de administração, nós já investimos um bilhão de reais em água e esgoto, formando o maior investimento em saneamento básico na história de Sergipe”, sintetizou o governador, ao contextualizar todos os investimentos já realizados.
 

O governador promoveu a assinatura das ordens de serviço para as adutoras e ampliação dos sistemas de abastecimento que foram incluídos no PAC/Seca, confirmados pela presidenta Dilma Rousseff durante reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, em Salvador (BA), em novembro de 2012. 
 

As obras contemplam a duplicação de segmentos das adutoras do Alto Sertão e de Sertaneja, além da ampliação do sistema de abastecimento de água de Umbaúba, Tomar do Geru e Itabaianinha.


Evolução
“Hoje mostramos o significado destes investimentos para o interior e para Aracaju, além dos novos investimentos como a adutora que levará água de Umbaúba à Itabaianinha e Tomar do Geru, melhorando a distribuição de água nesta região fronteiriça do semiárido com a região Centro-Sul do estado. Também mostramos a aplicação de 150 milhões de reais em bairros de Aracaju, especialmente em bairros da zona Norte. Com esses investimentos, vamos chegar a mais de 90% de cobertura de esgotamento sanitário”, destacou Marcelo Déda.

 

O governador também mencionou a pré-aprovação de mais R$ 500 milhões em investimentos para Aracaju e interior que, se liberados pelo Governo Federal, poderão alavancar a conquista de um índice inédito de 95% do território da capital com cobertura da rede de esgotamento sanitário. “Pretendemos fazer de Aracaju a cidade com melhor atendimento de rede de esgoto de todo o Nordeste brasileiro”, apontou Marcelo Déda, ao expor o conjunto de investimentos.
 

O chefe do Executivo convidou os respectivos prefeitos para assinarem como testemunhas as ordens de serviço que elevarão a um patamar nunca visto a qualidade na distribuição de água em todo o estado.
 
Descritivo
A ampliação do Sistema Integrado Sertaneja – Adutora Sertaneja – trecho Povoado Mata (Itabi) – Aquidabã, prevê investimentos de R$ 13,2 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União (OGU), para a construção de 21, 43 km de adutora de água tratada, servindo diretamente aos moradores de Aquidabã e Itabi.

 

Já a ampliação do Sistema Integrado Alto Sertão – Adutora do Alto Sertão – trecho Nossa Senhora da Glória – EE (Estação Elevatória 3), em Nossa Senhora Aparecida – Ramal Ribeirópolis/ Moita Bonita, beneficia diretamente os municípios de Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora Aparecida, São Miguel do Aleixo, Ribeirópolis, Moita Bonita e Nossa Senhora das Dores. Serão investidos R$ 74,3 milhões (recursos do OGU), para a construção de 75,65 km de adutoras de água tratada, quatro estações elevatórias, 40 reservatórios, além de 118,36 km de rede de distribuição de água.
 

A ampliação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Itabaianinha, Umbaúba e Tomar do Geru, beneficia diretamente os respectivos municípios, com um investimento de R$ 69 milhões, em recursos do OGU, prevendo a construção de  81 km de adutoras, quatro estações elevatórias de água bruta, uma estação de tratamento de água,  13 reservatórios, e 122 km de rede de distribuição de água.
 
Retrospectiva
O governador promoveu uma exposição detalhada e ilustrada especificando o conjunto de investimentos realizados desde 2007 e abordando a evolução do acesso dos sergipanos à água tratada, saindo de um patamar de 73% dos habitantes com acesso em 2007, para um patamar de 89% dos habitantes com acesso em 2012. “Essa é nossa maior meta, assegurar água de qualidade para todos os sergipanos”, destacou o governador, ao contextualizar os R$ 584 milhões investidos em abastecimento de água, e os R$ 502 milhões investidos em esgotamento sanitário.

 

O Governo do Estado assumiu o desafio de finalizar duas grandes obras: a duplicação da Adutora do São Francisco e a construção da barragem do Poxim. Estes feitos tornaram possível evitar o risco de racionamento de água na região pelas próximas duas décadas. São beneficiados Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Barra dos Coqueiros, além da área do Grande Rosa Elze, em São Cristóvão.
 
Duplicação da Adutora do São Francisco
Entre 2007 e 2012, foram investidos R$ 127 milhões em captação, implantação de uma nova adutora, construção de caixa de passagem e duplicação das estações de tratamento de água. O investimento resultou no aumento da produção de água de 1.750 para 3.000 litros por segundo.

 
Zona de Expansão
Em 2009, um conjunto de obras do Governo de Sergipe beneficiou diretamente o sistema que abastece toda a Zona de Expansão com a implantação de uma adutora exclusiva de 600 mm, partindo do reservatório “R5”, além de anéis de reforço e expansão de rede.

 
Barra dos Coqueiros
Em 2012, a capacidade de reservação de água da Barra dos Coqueiros foi dobrada. Com um novo reservatório de 250 m³, no povoado Jatobá, e a ampliação da adutora existente. Outra conquista foi a regularização do fornecimento de água na Atalaia Nova, solucionando um antigo problema que afetava os veranistas e os próprios moradores.

 
Realização
Para a prefeita do município de Nossa Senhora Aparecida, Verônica Silva, os anúncios do governador atendem a uma demanda que era fruto dos sonhos antigos dos moradores. “Com esses investimentos, vamos passar a vivenciar um sonho. Todos nós sofríamos com a interrupção ou o fornecimento irregular de água, sobretudo nos longos momentos de estiagem. Agora, graças à preocupação e compromisso do governador Marcelo Déda, toda a nossa população será beneficiada”, revelou a prefeita, após assinar como testemunha a ordem de serviço que ampliará a oferta de água em seu município.

 
Perspectivas
Segundo o presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari, as perspectivas das obras de ampliação de abastecimento de água (Incluídas no PAC/Seca) terão iniciadas hoje o seu processo licitatório. “Nossa expectativa é dar as ordens de serviço para essas obras a partir de setembro. Estas são, por sua própria natureza técnica, obras complexas que levam cerca de um ano. Nossa meta é já abastecer alguns povoados com essa água tratada no próximo ano”, antecipou o presidente.

 
Patrimônio Ambiental
Em conjunto, as medidas anunciadas pelo governador representam uma conquista de extrema importância para a proteção ambiental e a qualidade de vida da população. Nesse sentido, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Genival Nunes, elencou elementos que representam incontestáveis conquistas e a preocupação efetiva deste governo com a questão.



“Um dos principais problemas do exagerado consumo de oxigênio e perda da qualidade dos rios é o esgoto sanitário. Este esgoto aumenta a demanda bioquímica de oxigênio, provocando a perda da qualidade da água e o aumento de microalgas que tornam a água tóxica. Estas intervenções anunciadas vão justamente de encontro a esse problema e representarão um avanço enorme no trabalho de despoluição dos nossos mananciais, já que alcançaremos de 90 a 95% da região da capital assistida, além do benefício ao interior”, afirmou o secretário Genival Nunes.
 

Em relação à produção de água, onde a Semarh é responsável por obras de extrema importância como a construção e gestão de adutoras, o secretário demonstrou a evolução com exemplos como o que ocorreu em Canindé de São Francisco, onde, mesmo ao lado do rio, as pessoas eram abastecidas por água dos canais de irrigação. “Eu vi pessoalmente pessoas lavando animais e despejando esgotos naqueles canais. Hoje a situação é completamente diferente e as pessoas recebem água de qualidade. Água é saúde e vida”, salientou o secretário ao descrever as ações de recuperação das adutoras do Alto Sertão e Sertaneja, que são totalmente automatizadas e garantem o abastecimento da região.
 

Outra inovação também relatada pelo secretário Genival Nunes é a possibilidade da utilização de dessalinizadores nas localidades onde o acesso da rede de distribuição é dificultado. “O projeto Água Doce prevê a utilização de equipamentos que transforma a água salobra em água de qualidade para o consumo humano. Estamos recebendo R$ 4,7 milhões e o projeto será iniciado pelo município de Poço Redondo”, antecipou o secretário, complementando as ações anunciadas.
 
Presenças 
Prestigiaram o evento os prefeitos Robson Hora, de Itabaianinha; Verônica Silva, de Nossa Senhora Aparecida; José Guimarães, de Umbaúba; Francisco Nascimento, de Nossa Senhora da Glória; Marcos Costa, de Moita Bonita; Augusto Diniz, de Tomar do Geru; Fernando Lima, de Nossa Senhora das Dores, o superintendente da Caixa Econômica Federal, Luciano Pimentel, além de secretários de Estado, técnicos integrantes da administração e representantes da imprensa sergipana.




Leia mais:


 

Cobrança nos estacionamentos do shoppings: Deputada pede apoio da OAB

 

Justiça Eleitoral cancela 71 títulos de eleitor em Sergipe

 

Déda anuncia investimentos para saneamento e oferta de água

 

Prefeito empossa novos guardas municipais e anuncia concurso para mais 450

 

Sessão especial na CMA celebrará Dia Internacional de Combate à Homofobia

 

Moradores denunciam problemas no Fernando Collor

 

Chuvas em Sergipe vão continuar até agosto

 

Ana defende greves e paralisações do estado

 

Laranjeiras: Prefeito e vereadores cobram do Banese melhorias para a agência de laranjeiras

 

Professores de São Cristóvão ocupam Secretaria Municipal de Educação

 

Senador Valadares discute reflexo da crise financeira mundial e defende o fortalecimento dos municípios

 

PGE viabiliza a implantação do Programa Estadual de Educação Prisional

 

Para levar nova frequência de 4G, empresas terão que fazer investimentos em banda larga

 

Transposição do São Francisco: Ministério conclui licitações

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário