quinta-feira, 18 de abril de 2013

Vereadores aprovam criação de mais 200 cargos comissionados na Prefeitura


Por MAX AUGUSTO 

Em mais uma sessão longa e exaustiva, os vereadores da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) permaneceram reunidos até tarde da noite e aprovaram 13 projetos enviados pelo prefeito de Aracaju, que criam cerca de 200 cargos comissionados na administração municipal. Somados a outros 200 cargos que foram criados através de outros projetos, enviados à Câmara no início do ano, a Prefeitura criou aproximadamente 400 CC’s.


Os projetos criaram postos em diversas secretarias: Comunicação; Defesa Social e Cidadania; Assistência Social; Administração; Juventude e Esportes; Controladoria Geral do Município; Funcaju e Fundat. As propostas incluíram ainda a criação do Fundo Municipal do Meio Ambiente e o reajuste salarial de 7,97% aos professores do município.

As propostas tramitaram às pressas nas comissões, que se reuniram no próprio plenário da Câmara. Logo depois entraram em pauta e foram aprovados, mesmo com os protestos da bancada de oposição, que criticou de diversas formas a criação dos novos cargos. A vereadora Lucimara Passos  (PCdoB) foi a primeira a questionar o grande número de cargos que foram criados, destacando que desde o início do ano a administração municipal criou quase 400 cargos. Já Emerson Ferreira questionou os critérios de preenchimento dos cargos e os objetivos que levaram a criação dos mesmos

O vereador Emmanuel Nascimento (PT) disse que a princípio não é contra a criação de cargos, porque o novo governo que assume pode necessitar de pessoas para executar seus projetos - mas ressaltou a grande quantidade de novos postos e o pouco tempo para avaliar os treze projetos. Emmanuel também lembrou que a atual gestão estava se queixando de problemas com dívidas que teriam sido herdadas da administração anterior, que teriam gerado uma situação financeira ruim. “Ainda assim, com essa situação financeira que é ruim, segundo a nova gestão, estão criando mais cargos. Não posso entendo isso”, disse o vereador.

Protestos
O clima voltou a esquentar ontem na Câmara de Vereadores de Aracaju. Por volta das 17 horas o presidente da casa, Vinícius Porto (DEM), suspendeu a sessão quando um grupo de manifestantes que estava nas galerias da casa começou a gritar palavras de ordem. Integrantes do movimento 'Não pago' e da 'Ocupação Novo Amanhecer' exigiram o apoio dos parlamentares e chegaram a xingar os vereadores que estavam em plenário. A tropa de choque da Polícia Militar foi acionada, mas não houve confronto.

Os manifestantes também fecharam o trecho da rua Itabaiana, em frente à Câmara. Moradores da ocupação Novo Amanhecer, no bairro 17 de março, pediram o apoio dos vereadores para que a Prefeitura Municipal lhes garantisse uma casa ou o pagamento de auxílio moradia. Já o movimento não pagou voltou a protestar contra o reajuste da tarifa do transporte público na capital – veja mais no caderno B, página 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário