terça-feira, 2 de abril de 2013

“O parlamentar tem uma agenda extra Parlamento”, ressalta Maria do Carmo



A propósito de matéria publicada no Jornal da Cidade, edição desta terça-feira (2), apontando a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) como uma das mais “faltosas”, os dados disponibilizados pela mesa diretora do Senado Federal mostram que, das 118 sessões ordinárias e extraordinárias (quando há votações de matérias), ocorridas em 2012, a parlamentar por Sergipe teve 23 ausências não justificadas e não 34, como foi informado pelo site Congresso em Foco. Outras três faltas justificadas para tratamento de saúde e três para cuidar de assuntos particulares.


A parlamentar destacou a necessidade de, às vezes, faltar em virtude da necessidade de exercer atividades parlamentares no Estado. O não comparecimento ao Senado, ressalvou Maria, em geral, é decorrente de compromissos, previamente definidos, relacionados ao mandato, como contatos com lideranças locais, visitas a comunidades e aos  municípios sergipanos.



Para Maria do Carmo, o mandato do senador e do deputado não se resume ao gabinete. “O parlamentar tem uma agenda paralela, extra Parlamento, inerente ao próprio mandato”, destacou a senadora, ressaltando que o senador e/ou o deputado, em geral, não fica no gabinete.



Nenhum comentário:

Postar um comentário