quarta-feira, 24 de abril de 2013

Max Prejuízo defende Consórcio Público como solução para o transporte

"Não há necessidade de participação do Estado ou da União. Está na lei"

Fazendo uso da Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na tarde desta quarta-feira (24), durante o Pequeno Expediente, o vereador Max Prejuízo (PSB) expôs alternativa para que a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) faça a licitação do Sistema Integrado de Transporte Coletivo da Região Metropolitana da Grande Aracaju.

Segundo o parlamentar, a lei federal nº 11.107/2005, que dispõe sobre as normas gerais para a realização de Consórcios Públicos, já regulamentada, cria instrumentos que protegem juridicamente as relações de cooperação federativa, beneficiando diretamente os municípios, principalmente quando acontecem situações de conurbação, ou seja, a integração urbana entre municípios, exatamente como ocorre com Aracaju, São Cristovão, Nossa Senhora do Socorro e Barra dos Coqueiros.

 "Torna-se impossível executar uma política pública em um dos municípios da Grande Aracaju sem atingir o outro. Desta forma, defendo o Consórcio Público como a melhor alternativa. Ele pode ser realizado apenas entre os municípios, ou seja, sem a necessidade de participação do Estado ou da União. Está na lei", disse o vereador Max Prejuízo.

O vereador citou como exemplos concretos de Consórcios Públicos bem sucedidos, voltados exclusivamente para o transporte público, as cidades de Curitiba e de Recife. "O Consórcio Público é algo que deve ser pensado coletivamente entre os prefeitos, os vereadores e a sociedade civil organizada, para que se construa uma gestão associada de longo prazo entre os municípios, que vá além dos mandatos de cada gestor municipal", ponderou Max.

O parlamentar propôs que a Frente Parlamentar Metropolitana em prol da Licitação Já do transporte Público, convide, oficialmente, Dílson Peixoto, que implantou e foi presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, além de presidente da Divisão América Latina da Associação Internacional de transporte Público (UITP), para vir à Aracaju proferir palestra sobre o tema. "Trata-se de uma das maiores autoridades no assunto, que poderá dar uma inestimável contribuição para que possamos avançar na busca por uma solução para o problema do transporte público na Grande Aracaju, como aconteceu na Grande Recife", concluiu Max Prejuízo.



LEIA TAMBÉM:

 

Emmanuel volta a cobrar laudos que comprovem emergência em obra da 13 de Julho

 

Relatório do TCE detalha ocorrências processuais do município de Capela

 

Dirigente nacional do PT discute em SE impactos da crise econômica no Brasil

 

Jackson Barreto mantém diálogo com empresários espanhóis

 

Valadares Filho quer incentivar a prática esportiva nos municípios

 

Max Prejuízo defende Consórcio Público como solução para o transporte

 

Sergipe não registra óbitos por dengue

 

Mais de 80% dos brasileiros acham que é fácil desobedecer lei no país, diz pesquisa

 

Propaganda partidária custará R$ 300 milhões em 2013

 

Número de smartphones duplica em um ano

 

Deputado quer proibir caveira como símbolo policial

 

Listas de filiados a partidos políticos no Brasil já estão disponíveis no Portal do TSE

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário