segunda-feira, 1 de abril de 2013

João Alves anuncia reajuste para Professores

Dentro do princípio de valorização dos professores municipais e mantendo o plano de aumentar o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de Aracaju, o prefeito João Alves Filho anunciou hoje, dia 1º, o aumento de 7,97% para todos os níveis do magistério. Os professores da capital sergipana vão receber o aumento salarial de acordo com o piso nacional. e o reajuste será retroativo a janeiro e acontece depois de um diálogo com os representantes da categoria.

O acréscimo salarial, pela primeira vez, não será dado através de complemento, como era feito nas gestões anteriores, segundo o prefeito. Este ano o reajuste será de forma integral para todas as referências, no que diz respeito ao piso inicial e de crescimento percentual na carreira. O anúncio do reajuste se estende também para todos os professores aposentados com o mesmo percentual.  O professor em início de carreira com nível médio, com 40h, passará a receber R$ 1.567,00.

O prefeito João Alves aproveitou a oportunidade para anunciar que até o ano de 2012 a parte da Previdência era computada dentro dos 25% destinados a investimentos na educação. A partir de agora a Previdência será paga de forma independente, para que o percentual possa ser realmente aplicado no ensino municipal.

João Alves fez questão de elogiar atuação dos professores do município e disse que o reajuste salarial é um reconhecimento do amor e dedicação do magistério às crianças do ensino público de Aracaju. O avanço na educação atende aos anseios do prefeito de fazer a capital ter o melhor IDEB nacional. Para isso, investimentos massivos na educação estão sendo feitos, melhorando a qualidade do ensino.

"Visitei e pesquisei países como Singapura, Hong Kong e Coreia, que estavam tendo um crescimento positivo. Percebi que o desenvolvimento nesses locais se dava por conta dos investimentos numa educação de qualidade", disse o prefeito, destacando que o único modo de proporcionar uma vida melhor aos jovens é com aplicação de recursos na educação de base. "Em Aracaju, o colégio Atheneu era considerado excelência em ensino. A educação pública foi abandonada. Vivemos um apartheid educacional. A criação de cotas não é a solução para a educação brasileira. Da maneira como está sendo conduzida o ensino público, os alunos estão condenados a viver na base da pirâmide econômica".

De acordo com o prefeito, no magistério de Aracaju existem professores capazes e com o melhor nível de formação. "Estudamos muito para fazermos esse avanço no salário do magistério. O investimento nos professores é indispensável".

A secretária da Educação, professora Márcia Valéria, disse que a partir desse ano, em função da Legislação, os professores de nível médio terão o piso salarial respeitado. "O Governo Federal recomendou que o reajuste desse ano fosse de pouco mais de 7%. Os percentuais eram dados anteriormente de forma fragilizada e menor do que os indicados pela Federação. Esse é um avanço do governo municipal que reconhece merecidamente a carreira do magistério". A secretária aproveitou a oportunidade e agradeceu também o apoio dos vereadores, que foram extremamente sensíveis em perceber que há a necessidade de fazer modificações na legislação em benefício da educação municipal.

Representantes do magistério também estiveram presentes no anúncio do reajuste, aprovando o reconhecimento do prefeito junto a educação municipal. "Fico feliz não apenas com o aumento em nosso salário, que era mais do que esperado. Mas a expectativa do prefeito e da secretária Márcia Valéria em relação ao ensino público faz com que finalmente tenhamos esperança que a educação terá qualidade. Eles são apaixonados pelo que fazem e esse é um estímulo para nós que estamos no dia a dia com as crianças que sofrem com a falta de investimento. O prefeito está de parabéns e sei que esse não será um benefício isolado", disse Sandra Santana coordenadora da Escola Municipal Áurea Melo Zamôr. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário