quarta-feira, 13 de março de 2013

Origem dos honorários pagos a advogados deve ser identificada, diz COAF

Os réus deveriam ter de comprovar a origem lícita do dinheiro a ser pago como  honorários aos seus advogados.  Foi  o que defendeu nesta terça-feira (12/3) o presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), Antônio Gustavo Rodrigues, no último dia do Seminário Lavagem de Dinheiro, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP),  em Brasília. “Para mim, tinha de ser obrigatório demonstrar a capacidade financeira para pagar aqueles honorários com recursos lícitos”, afirmou.


A declaração foi uma resposta a uma pergunta feita pela plateia sobre os advogados que evocam o direito de defesa como justificativa, quando recebem grandes quantias a título de honorários. O presidente do COAF questionou o direito de defesa como justificativa para honorários elevados por entender que não refletem os interesses da sociedade.

“Direito de defesa, todos têm. Cabe ao Estado provê-lo para quem não pode pagar um advogado. Agora, criar um mecanismo que incentiva o ladrão eficiente, o ladrão mais poderoso, é um contrassenso para mim. Os advogados podem não gostar, mas eu também sou advogado. A questão toda é o seguinte: em que tipo de sociedade esses mesmos advogados querem viver?”, indagou.

Da Agência CNJ de Notícias 



LEIA TAMBÉM:

 

 

A pedido do MP Justiça bloqueia bens de acusados de crime fiscal em Aracaju

 

Promotoria do Terceiro Setor propõe Ação de Improbidade Administrativa contra o Gestor do SENAI/SE

 

Bacia Sergipe-Alagoas participará da 11ª rodada de licitações da ANP

 

Integração do São Francisco é bem avaliada em reunião promovida pela ONU

 

Origem dos honorários pagos a advogados deve ser identificada, diz COAF

 

Proteção a compradores de passagens aéreas avança no Senado

 

Presidentes da Câmara e do Senado se reúnem hoje com governadores

 

PEC 300: militares cobram aprovação em segundo turno

 

Audiência vai discutir Lei de Responsabilidade Educacional

 

PSC confirma Pastor Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos

 

Secretaria de Cultura divulga programação de shows do aniversário da cidade

 

Secretário Municipal da Fazenda detalha situação financeira da Prefeitura para vereadores


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário