quarta-feira, 6 de março de 2013

Dilma Rousseff libera R$ 215 milhões para mobilidade urbana e saneamento em Sergipe

A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje em Brasília investimentos em mobilidade urbana e saneamento de R$ 215 milhões em Sergipe. Somados aos R$ 135 milhões destinados à Prefeitura de Aracaju, também anunciados pela presidente, serão R$ 350 milhões para "elevar a qualidade de vida dos sergipanos".

"Estes recursos aumentarão o investimento público em nosso Estado", comemorou o governador, "melhorando a mobilidade urbana e avançando, através da Prefeitura, na pavimentação de bairros da capital. E, ao mesmo tempo, garantindo a meta do Governo do Estado de levar qualidade de vida, mais saúde e mais preservação ambiental, através de uma nova e recordista cobertura da rede de esgoto".

Os novos investimentos foram anunciados em reunião no Palácio do Planalto durante o anúncio da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).  Com o financiamento de R$ 65 milhões, o governo estadual vai construir dois corredores de transporte público beneficiando a Região Metropolitana da Capital.

Corredores de transporte
O primeiro, interligando as Avenidas Gasoduto e Rio de Janeiro, beneficiará área de forte crescimento populacional como os bairros de Jabotiana, Inácio Barbosa, São Conrado, Farolândia e Santa Maria. O segundo ligará as avenidas João Rodrigues e Euclides Figueiredo, que será duplicada.

Este segundo corredor atenderá à população dos bairros Industrial e Porto Dantas, além dos conjuntos habitacionais Marcos Freire I e II, de Nossa Senhora do Socorro. "É obra fundamental da Zona Norte, já que quebra importante gargalo na divisa de Aracaju com Nossa Senhora do Socorro, dentro da região metropolitana", revelou o governador.

Déda lembra, ainda, que o Corredor da Gasoduto se junta à infraestrutura que o Governo do Estado está implantando no entorno do Aeroporto. "Isto criará mais um corredor de transporte, integrando de forma mais efetiva a Zona Sul e o Centro da cidade com a Zona de Expansão. São obras do Governo do Estado apresentadas ao Ministério das Cidades e que foram selecionadas para financiamento pelo PAC2".

Esgotamento sanitário
Outros R$ 150 milhões serão aplicados em esgotamento sanitário na Zona de Expansão de Aracaju. Os bairros Bugio, Santos Dumont e Santa Lúcia serão diretamente beneficiados com estes recursos, já que passarão a contar com coleta e tratamento de esgotamento sanitário, "melhorando a qualidade de vida dos bairros periféricos. Como o montante provém do Orçamento da União, não se tratando de operação de crédito, Sergipe fica dispensada do reembolso – sendo necessária, apenas, a contrapartida do Estado.

"Com estes investimentos", detalha Déda, "ultrapassaremos 80% de rede de coleta e tratamento de esgoto implantado na Capital ao longo deste governo, cumprindo um dos grandes desafios da nossa administração que era dotar Aracaju de um sistema universal de esgotamento sanitário. A meta, agora, está muito mais próxima, já que, no nosso Governo, nós ultrapassaremos a marca de 80% de implantação. Praticamente vamos multiplicar por quatro a extensão de esgotos na cidade de Aracaju".

Gratidão
"Fico muito agradecido à presidenta Dilma Rousseff, à ministra Miriam Belchior, do Planejamento, ao ministro Agnaldo Ribeiro, das Cidades, porque Sergipe sai com volume de recursos extraordinário desta reunião", afirmou Déda. 

Durante o evento no Palácio do Planalto, Déda foi auxiliado pelos secretários José de Oliveira Júnior, do Planejamento, e de Governo, Pedro Lopes, além do presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari, e técnicos do Governo de Sergipe.


LEIA MAIS:

Líder da oposição critica boato sobre ‘compra de deputados

 

CAE aprova nova regra para doações a campanhas eleitorais

 

Desempenho dos alunos do ensino médio ficou abaixo do nível adequado, revela pesquisa

 

Débitos com o município podem ser parcelados até fim de março

 

Déda viaja a Brasília com a expectativa de anunciar grandes investimentos para Aracaju

 

Parlamentares da oposição dizem que governo não forneceu subsídios para o voto sobre royalties

 

Parlamentares sergipanos são favoráveis à derrubadado veto da presidência à lei que redistribui os Royalties

Nenhum comentário:

Postar um comentário