sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Novo prefeito de Pedra Mole decreta emergência

Por Max Augusto
A situação não está nada mole no município de Pedra Mole. Pelo menos é o que afirma o novo prefeito, Neto Batista (DEM), que decretou ontem estado de emergência. De acordo com ele a situação administrativa é caótica e sua equipe não está conseguindo trabalhar, pois até os telefones foram cortados por falta de pagamentos, e vários veículos estão sem condições de irem para as ruas.




Em vários setores o atendimento à população está paralisado e o município não está contando sequer com ambulância. Com o decreto de emergência o prefeito espera ter os noventas dias para começar a organizar os diversos problemas – entre eles a falta de pagamento dos salários e 13° dos servidores. Há servidores inclusive que receberam o salário incompleto, segundo o novo administrador.


Outro problema, é que além dos restos a pagar, várias obras estão paralisadas. Algumas estão sem andamento desde o ano de 2008, quando o atual prefeito assumiu e não teria dado continuidade às obras do seu opositor, Milton Batista (pai do atual prefeito). “Ele fez algumas reformas para maquiar, mas só para enrolar, no posto de saúde o teto que ele fez já está cheio de cupim”, disse o novo alcaide.


Há ainda suspeitas de irregularidades. O novo procurador do município teria encontrado, ainda de acordo com o prefeito, uma série de carimbos de empresas privadas junto a carimbos da prefeitura, no gabinete do antigo secretário da administração. “Vamos guardar esses carimbos e verificar se essas empresas participaram das licitações, vamos enviar tudo ao Ministério Público”, afirmou.



 

Batalha diz que Edvaldo mentiu e prefeitura deve R$ 123 milhões

 

Fábio Reis assume mandato de Deputado Federal

 

João anuncia novos nomes e dá posse a secretariado

 

Airton Martins diz que encontra prefeitura destroçada na Barra dos Coqueiros







 

Um comentário: