sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Eduardo Campos: “Assembleia de Sergipe foi a única a rejeitar o Proinveste”

Por Max Augusto

“Todos os estados brasileiros aprovaram o Proinveste. Será que todos estão errados e só a Assembleia Legislativa de Sergipe está certa?”. O questionamento foi feito pelo governador do estado de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que esteve em Sergipe na última quarta-feira, dia 23, para participar da cerimônia de formatura o Instituto Luciano Barreto Júnior. Em entrevista à imprensa, ele falou sobre a importância deste recurso para os Estados – inclusive Sergipe.  





Eduardo Campos insistiu que Sergipe é o único estado que está “devolvendo” o dinheiro, pela vontade da sua Assembleia Legislativa, e avaliou que esse caminho parece ser equivocado. Ele falou que é necessário fazer uma reflexão e retirar a política eleitoral do cenário, pensando de forma elevada, no futuro do estado. 


“Todos os estados da federação tomaram empréstimos em 2011 e em 2012. Este empréstimo em 2012 foi um pedido dos governadores à presidenta Dilma, que abriu esta linha de financiamento. Por isso todos os estados aprovaram, em suas Assembleias Legislativas, todos estão pegando o dinheiro. Aqui em Sergipe houve uma primeira reprovação, mas soube que vai haver uma segunda observação, com a apresentação de um novo projeto”, disse o governador.


Campos ainda explicou que caso Sergipe não tenha acesso aos recursos do Proinveste, o dinheiro não será devolvido ao BNDES e outros estados vão pegar a verba. “Numa hora em que todos os estados estão atrás de recursos, o único estado que não vai pegar esse dinheiro será Sergipe, e isso não me parece uma boa política, eu acho que por trás disso deve estar havendo algum interesse”, continuou.


O governador de Pernambuco também explicou que 2012 foi um ano de crescimento baixo e hoje os estados da federação estão sendo desafiados a investir mais, para ajudar o Brasil a seguir crescendo. Para isso, segundo ele, é necessário investimento público e privado, e falando neste segundo tipo, hoje no Brasil quem mais contribui não são os municípios e governo federal, mas sim os governos estaduais. “Os estados são responsáveis pela maior parcela destes investimentos, por isso a necessidade destes recursos”, falou.

LEIA TAMBÉM:


Investigação social em concurso público pode ir além dos antecedentes criminais


Regulamentação da meia-entrada pode ser votada pela Câmara em 2013

 

Fábio Henrique quer prefeitos opinando sobre o Proinveste

 

Portal do CNJ facilitará acesso a informações sobre tribunais

 

João diz que tem ódio de corruptos

 

Nilson Lima é o novo secretário de Finanças de Aracaju

 

Brasil avança ainda mais em transparência orçamentária, segundo ONG norte-americana

 

Petrobras é processada por discriminar trabalhadores terceirizados

 

Prefeita diz que receita do FPM está zerado

 

Campos diz que aliança entre PT e PSB em Sergipe está consolidada

 

Eduardo Campos: “Assembleia de Sergipe foi a única a rejeitar o Proinveste”

 

Assembleia pode não ser convocada extraordinariamente para votar Proinveste

 

Barra: ex-prefeito não repassou desconto previdenciário dos servidores

 

Márcio Macêdo diz que Amorim tem posição mesquinha em relação ao Proinveste

Nenhum comentário:

Postar um comentário