terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Eleitor ausente no primeiro turno deve justificar-se até quinta-feira

Brasília – Os eleitores que não votaram no primeiro turno das eleições deste ano têm até quinta-feira (6) para justificar a ausência. Quem não justificar pode ter o título cancelado – caso ocorra três vezes seguidas –, ficar impedido de tirar passaporte, de fazer concurso ou renovar matrícula em unidade pública de ensino.

O eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa, obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais ou nosite do Tribunal Superior Eleitoral. O requerimento deve ser apresentado em qualquer cartório eleitoral do país, acompanhado de documento com foto, como a carteira de identidade ou de habilitação.
Os eleitores residentes no exterior que já se cadastraram para votar no país onde moram não precisam justificar a ausência, pois não votam na eleição municipal – somente na presidencial. Os que ainda não se cadastraram devem justificar a ausência às eleições no prazo de 30 dias após o retorno ao Brasil.
Os eleitores que faltaram ao segundo turno poderão justificar até 27 de dezembro.
  
Da Agência Brasil

LEIA TAMBÉM:

Governo publica medida provisória que destina royalties do petróleo para educação

 

Estacionamento dos shoppings: Procon alerta para exigência da nota

 

Justiça proíbe o Shopping Jardins de cobrar estacionamento aos comerciários

 

Justiça determina suspensão de pensões vitalícias às viúvas de ex-vereadores de São Domingos

 

ARTIGO: PRÊMIO SETRANSP NÃO É BOM PARA O JORNALISMO SERGIPANO

 

Governo de Sergipe encaminha Projeto de Lei para extensão de incentivos

 

Valadares Filho propõe que concursos públicos federais tenham provas realizadas em todas as capitais


Mudanças na direção da Fundação Hospitalar de Saúde

 

“Espero que João cumpra suas promessas de campanha”, diz Edvaldo

Sem exame da Ordem, Sergipe teria 25 mil advogados, diz presidente da OAB

Carlos augusto destaca que nunca houve eleição com chapa única na OAB










Fim da superlotação de presídios custaria R$ 4,2 bilhões

Nenhum comentário:

Postar um comentário