domingo, 2 de dezembro de 2012

Eduardo Amorim, André Moura e Laércio Oliveira apresentam emendas coletivas à LOA 2013

Na última reunião da bancada federal de Sergipe, composta por três senadores e oito deputados federais, o senador Eduardo Amorim (PSC) em entendimento com os deputados federais André Moura (PSC) e Laércio Oliveira (PR) realizou três sugestões à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) entre as 15 emendas coletivas à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2013. Segundo o texto formatado entre os parlamentares da bancada serão direcionados R$ 645 milhões para investimentos no estado de Sergipe.

As emendas são direcionadas para transporte público, saneamento básico, infraestrutura urbana e hídrica, regularização fundiária, reestruturação e expansão da Universidade Federal de Sergipe, segurança, saúde e turismo em Aracaju e no interior do estado. Houve consenso nas apresentações das emendas e todos os membros apresentaram suas necessidades mais imediatas.
Segundo Eduardo Amorim foram apresentadas emendas para implantação da 3ª etapa do Hospital do Câncer, para obras e ações de infraestrutura urbana em Itabaiana e Nossa Senhora do Socorro. “Precisamos garantir a terceira etapa do Hospital do Câncer. Os parlamentares, consensualmente, entenderam a importância dessa implantação”, disse Amorim ao informar que “com a implantação todos os pacientes oncológicos do nosso Estado poderão ser referendados a ele e terão acesso ao atendimento especializado como prevê a legislação vigente”. A emenda está orçada em R$ 40 milhões.
Infraestrutura 
Consideradas duas importantes cidades do interior sergipano Itabaiana e Nossa Senhora do Socorro foram incluídas na indicação dos parlamentares com apoio à Política Nacional de Desenvolvimento Urbano com obras e ações de infraestrutura urbana e poderão receber o investimento de R$ 40 milhões cada uma. “Devido a sua posição estratégica e diversificação de atividades, Itabaiana, é uma importante rota comercial, e intermediária no fluxo de produção da região com todo o Estado”, informou Amorim ao completar “houve um forte crescimento populacional, na ordem de 13% só na última década, concentrado na área urbana”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário