sábado, 8 de dezembro de 2012

Brasil ainda está longe de ser eficaz no combate à corrupção, afirma especialista

Operação Monte Carlo, CPI do Cachoeira, julgamento do Mensalão e Operação Porto Seguro. Carlinhos Cachoeira, Demóstenes Torres, José Dirceu e Rosemary Noronha. Esses foram os nomes e temas mais comentados em 2012. A verdade é que o Brasil não tem muito o que comemorar neste domingo (9), quando é celebrado o Dia Internacional Contra a Corrupção. A data marca a assinatura da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção.


Em razão da data, o professor de ética e filosofia da Universidade Estadual de Campinas, Roberto Romano, concedeu entrevista ao Contas Abertas. Romano afirmou que o Brasil ainda não conseguiu vencer o antigo regime absolutista dentro do qual foi descoberto e que, apesar dos avanços, ainda está longe de ser eficaz no combate à corrupção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário