quarta-feira, 7 de novembro de 2012

ARTIGO: Deputado se faz de vítima e parte para agressão

Antonio Carlos Valadares*

O deputado Adelson Barreto gosta de posar de vítima. Não tem sentido a sua afirmação de que eu teria impedido a sua candidatura a Prefeito em Laranjeiras no último pleito.


O primeiro requisito para alguém ser candidato é que tenha domicílio eleitoral no município. Adelson Barreto nunca residiu na cidade de Laranjeiras. Portanto, não poderia ser eleitor nem tampouco candidato a Prefeito.

Se por acaso ele alugasse uma casa em cima da hora, como pretendia, para provar o seu domicílio, teria cometido uma fraude. Com certeza seria investigado pelo Ministério Público e punido pela Justiça Eleitoral, por prática de crime de falsidade ideológica.

Jamais eu poderia compactuar, como também o PSB, com essa tentativa de desmoralizar a Justiça Eleitoral, adotando a mentira e a fraude como prática política.

Na cidade de Aracaju para onde transferiu o seu título Eleitoral saindo de Nossa Senhora do Socorro, procurou realmente viabilizar sua candidatura. Só não alcançou êxito simplesmente porque não encontrou apoio em nenhum dos partidos que compõem a nossa base aliada, condição fundamental - além de boa posição nas pesquisas - para unir a todos e conquistar uma candidatura majoritária.

A imposição, ou a vontade de um só, não contribui para o prestígio dos partidos políticos nem para o fortalecimento da democracia.

Apoiamos duas vezes o deputado Adelson Barreto para Prefeito de Socorro e duas vezes para deputado Estadual, agindo sempre com lealdade e firmeza em defesa de suas legítimas pretensões políticas.

Onde está a perseguição por ele apontada?

Na verdade, o deputado quer sair do PSB e inventa motivos. Para alcançar esse fim, e fazer o que manda seu coração, o deputado poderia agir com mais dignidade, e da parte do PSB não haveria qualquer resistência. Ao invés disso preferiu o ataque gratuito e o confronto sem razão, apenas para ofender-me, e ao nosso partido, o PSB.

Melhor seria assumir publicamente aquilo que todo o mundo já sabe: ficar com os Amorim, e deixar de nos agredir.

*Senador da República

Nenhum comentário:

Postar um comentário