terça-feira, 6 de novembro de 2012

Aprovação de Dilma em Aracaju está entre as mais baixas nas capitais

Por Max Augusto

De acordo com diversas pesquisas realizadas pelo Ibope durante as eleições deste ano, Aracaju está entre as três capitais brasileiras onde o governo da presidente Dilma Roussef (PT) recebeu as piores avaliações. De acordo com o instituto, a gestão de Dilma foi aprovada por 51% da população da capital sergipana – o que lhe garantiu uma avaliação melhor do que a do atual prefeito, Edvaldo Nogueira (22%) e do governo estadual (24%).


O melhor desempenho da presidente foi verificado em Fortaleza, onde seu governo foi aprovado por 73% da população. Ela também superou os 70% em outras três capitais: Macapá (73%), Belo Horizonte (72%) e Manaus (72%). Já as capitais onde a presidente registra seus piores índices, além de Aracaju, são Vitória (50%), Salvador (51%), Goiânia (53%) e Curitiba (54%).

Ainda de acordo com o Ibope, a avaliação de Dilma é superior a de 25 dos 26 prefeitos das capitais brasileiras. Mesmo nas cinco cidades onde a presidente do PT apresentou os piores índices, sua aprovação ainda é maior do que as gestões estaduais e municipais. Apenas os governadores de Pernambuco (68%) e Acre (72%) aparecem mais bem avaliados que a presidente Dilma, nas capitais dos seus estados – nestas duas capitais ele teve índices de 66% e 61%, respectivamente.

Já em relação à avaliação dos prefeitos das capitais, nas 26 cidades avaliadas, apenas a prefeitura de Rio Branco se equipara à popularidade do governo federal, com aprovação de 67% dos eleitores, sendo que a gestão Dilma tem 66% de aprovação.

Desempenhos
Chama atenção também nos números divulgados pelo Ibope a avaliação da população aracajuana sobre os governos estadual e municipal. O governo de Sergipe está entre os três piores avaliados, entre as 26 capitais, ao lado de Rio Grande do Norte (8%) e Bahia (18%). Já a Prefeitura de Aracaju está entre as sete onde seus governantes aparecem com índices mais baixos, ao lado de Belém (20%), São Paulo (20%), Palmas (19%), Recife (17%), Boa Vista (10%), Cuiabá (9%), Salvador (5%) e Natal (1%).


Avaliações positivas (ótima + boa) para as administrações públicas nas capitais:

Capital
Período
de campo
Presidência
da República
Governo
do Estado
Prefeitura
Fortaleza (CE)
21 a 23/10
73
49
28
Macapá (AP)
20 a 22/10
73
30
37
Belo Horizonte (MG)
29/09 a 1/10
72
60
53
Manaus (AM)
17 a 19/10
72
69
24
Boa Vista (RR)
22 a 24/09
68
43
10
Palmas (TO)
15 a 17/09
68
32
19
São Luís (MA)
16 a 18/10
68
28
31
João Pessoa (PB)
17 a 19/10
67
46
62
Campo Grande (MS)
13 a 15/09
66
64
61
Rio Branco (AC)
14 a 16/08
66
72
67
Porto Alegre (RS)
25 a 27/09
65
44
56
Belém (PA)
16 a 18/10
64
46
20
São Paulo (SP)
22 a 24/10
63
46
20
Teresina (PI)
17 a 19/10
63
26
48
Natal (RN)
15 a 17/10
62
8
1
Florianópolis (SC)
14 a 16/10
61
40
50
Recife (PE)
20 a 22/09
61
68
17
Rio de Janeiro (RJ)
29/09 a 1/10
60
40
57
Cuiabá (MT)
17 a 19/10
59
29
9
Maceió (AL)
11 a 13/09
57
26
50
Porto Velho (RO)
20 a 22/10
57
26
31
Curitiba (PR)
17 a 19/10
54
51
36
Goiânia (GO)
10 a 12/09
53
25
41
Aracaju (SE)
11 a 13/09
51
24
22
Salvador (BA)
17 a 19/10
51
18
5
Vitória (ES)
17 a 19/10
50
34
23


LEIA TAMBÉM:



Jackson Barreto recebe cônsul Francês e discute investimentos


Promotor de Justiça Sandro Luiz da Costa é o mais novo cidadão sergipano


Prefeitos e representantes de entidades mobilizados a favor do Proinveste


Em Sergipe, Carlos Britto discute combate à violência em SP


União gastou pelo menos R$ 1,8 bilhão com satélites nos últimos 12 anos


Aprovação de Dilma em Aracaju está entre as mais baixas nas capitais

Um comentário:

  1. ubirajara nunes de oliveira6 de novembro de 2012 21:51

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir