terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ampliar acesso ao ensino profissionalizante é prioridade, afirma Eduardo Amorim

O senador Eduardo Amorim recebeu em seu gabinete em Brasília o reitor do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Ailton Ribeiro de Oliveira. O parlamentar disse que constantemente acompanha as ações do instituto, e para ele os cursos técnicos e profissionalizantes estão escassos no país, sendo necessários incentivá-los. “O IFS tem seu papel na educação sergipana, vamos levar a sugestão aos membros da bancada federal sergipana para adicionarmos uma emenda por ano. Essa também deve ser uma prioridade nossa”, destaca Eduardo Amorim.

“Nosso estado não pode parar, precisamos incentivar a educação para garantir novas oportunidades de trabalho para os sergipanos. Para termos um estado detentor de novas tecnologias precisamos de mão de obra qualificada e de técnicos bem formados”, explicou Amorim.

Para o senador, há demonstrações por parte do Governo Federal para ampliar o acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego, o Pronatec, como exemplo de política pública voltada para a educação técnica e profissionalizante. Segundo a presidente Dilma Rousseff, até 2014 serão criadas oito milhões de vagas em cursos técnicos. “Sergipe está no caminho certo e se depender do nosso empenho o IFS terá avanços”, disse.

Segundo o reitor do IFS, Ailton Ribeiro de Oliveira, Sergipe trabalha para manter seis institutos com perspectivas para implantar dez. “Atendemos aos diversos níveis de escolaridade, estamos mais próximos dos jovens e oferecemos oportunidades. Com o apoio dos parlamentares e com a destinação das emendas para ampliarmos os trabalhos ficará mais fácil”, disse Oliveira.

Interior
O senador buscando aprimorar as unidades do interior esteve o reitor, acompanhado do prefeito eleito de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa, "Valmir de Francisquinho", a deputada estadual  Maria Mendonça e o vereador João Cândido. A audiência aconteceu com o objetivo de buscar informações sobre o Campus do município, além de reivindicar cursos, também, de engenharia para aquela instituição. "Itabaiana é uma cidade pujante, um comércio amplo, que suportaria os cursos de engenharia de diversas áreas, além dos cursos de saúde que já serão ofertados pela instituição", explicou o senador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário