terça-feira, 9 de outubro de 2012

Senadora Maria do Carmo agradece aos aracajuanos e reafirma compromissos

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) revelou-se extremamente grata à confiança dos aracajuanos que, domingo foram às urnas e confiaram mais de 159 mil votos ao ex-governador João Alves Filho (DEM), escolhendo-o para administrar Aracaju pelos próximos quatro anos ao lado do empresário José Carlos Machado (PSDB).

“Eu não tenho palavras para agradecer a esse gesto de confiança. Eu e João não temos dúvida de que esse respaldo do povo é fruto do trabalho que nós desenvolvemos ao longo dos anos”, afirmou a democrata que retorna ao Senado, com a incumbência de marcar uma audiência com a presidente Dilma Roussef para que o novo prefeito trate dos interesses de Aracaju e da sua população.

Maria ressaltou que, no que pese João ser oposição aos governos do Estado e Federal, fará feito para que não haja prejuízos para os aracajuanos. “Nós vamos buscar parcerias, pois sabemos que os desafios são muitos”, disse a senadora democrata, ao citar os vários problemas enfrentados e reclamados pelas comunidades, especialmente, da periferia.

“Eu tive a oportunidade de circular em todos os bairros, ouvir as pessoas e confirmar realidades duras. Cidadãos acamados aguardando há meses por atendimento médico. Quando consegue ser atendido, tem dificuldade de adquirir a medicação, algumas inclusive de uso continuado”, afirmou Maria, ao lamentar o estado de miséria vivido por grande parte dos aracajuanos.

A senadora sergipana também citou os problemas verificados em áreas não menos importantes como educação, moradia e segurança pública. “A gente não pode permitir que a marginalidade continue amedrontando os homens e as mulheres de bem. É preciso colocar a guarda municipal nas ruas para proteger o cidadão e o patrimônio público”, defendeu ao destacar, ainda, a dura realidade enfrentada por muitos jovens e por suas famílias, vitimadas pela droga.

“Não podemos aceitar que a droga continue desestruturando famílias. Temos que fazer estruturas capazes de tratar esses jovens, oferecer suportes aos seus familiares e devolvê-los ao convívio social”, defendeu a senadora Maria do Carmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário