terça-feira, 16 de outubro de 2012

Rede Hoteleira tem crescimento em Sergipe

Sergipe vive uma onda de investimentos na rede hoteleira. De acordo com balanço realizado pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e pela Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), em 2011 foram aprovadas a construção e ampliação de diversos novos empreendimentos. Para 2012 o desenvolvimento hoteleiro continua, gerando mais 498 apartamentos aumentando assim a capacidade de hospedagem na capital sergipana.

Os investimentos em hotelaria veem mostrando o bom momento do turismo sergipano com o crescente fluxo de turistas. "A atração de novos empreendimentos turísticos é um trabalho que mostra que o empresário viu a necessidade de ampliar o número de leitos por conta do crescente aumento de visitantes que o estado vem recebendo. O trabalho da secretária é focado para o desenvolvimento da atividade turística na captação de novos investimentos com a finalidade de qualificar o destino e posicioná-lo como uma das mais modernas redes hoteleiras do Nordeste", garantiu Elber Batalha, secretário de Estado do Turismo.

Alguns milhões de reais estão sendo investidos nessa nova face no setor hoteleiro em Sergipe. Somente a Celi Empreendimentos Hoteleiros, uma das mais conceituadas empresas do ramo, vem investindo mais de R$ 40 milhões com ampliação e construção de novos hotéis na capital sergipana, a exemplo do Go Inn Aracaju. "Além da ampliação do Quality Hotel, com a construção de mais 78 apartamentos e uma área para eventos com capacidade para 500 participantes, cujo investimento será em torno de R$ 12 milhões, iremos realizar a construção de um novo hotel na Atalaia (Farolândia) que contará com 198 apartamentos, três espaços para eventos, fitness, restaurante e piscina, num investimento de aproximadamente R$ 28 milhões", informou a arquiteta da Celi, Vanessa Alves.

Já Kátia Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/SE) acredita que o setor de turismo de negócio vai crescer cada vez mais. "Os investimentos no setor hoteleiro na capital sergipana vão fazer com que o estado se torne uma atração ainda maior para o turismo de eventos e negócios".

Emprendimentos x Investimentos
Segundo dados da coordenadoria Regional de Serviços Turísticos do Ministério do Turismo em Sergipe (Cadastur/SE), o aumento em investimentos na hotelaria no estado acontece desde 2010 e se consolidou em 2011. Com aprovação pela Setur e da Emsetur da construção do Flat San Beach, no bairro Coroa do Meio com 16 apartamentos e a ampliação do hotel Atalaia, com a construção de mais 54 novos apartamentos. Em 2012 já foram aprovadas a construção de uma pousada no bairro Coroa do Meio, com capacidade de mais 20 apartamentos e a construção pelo consórcio Celi/FFB, na Atalaia, do hotel Ibis Budget, que contará com a bandeira da Accor e terá 210 apartamentos.


Para Elber Batalha, Sergipe merecia um hotel deste porte, com uma bandeira internacional focada em turismo de negócios. "Há uma década o país passou por um ciclo de investimento hoteleiro. Neste novo ciclo, estimamos que o estado sergipano se tornou atraente para os investidores do setor hoteleiro. A Copa e as Olimpíadas não são a razão central desse novo boom, mas sim, o crescimento da economia brasileira e, por conta disso, procuramos captar mais eventos para aquecer o turismo do estado".

Financiamentos
Dois bancos em Sergipe se destacam no financiamento destes empreendimentos, o Banco do Estado de Sergipe (Banese), com mais de R$ 9 milhões destinados para aquisição de equipamentos hoteleiros, reforma e ampliação das instalações físicas, implantação de unidade hoteleira e suplementação de recursos nos hotéis. "Tudo foi possível por conta de Linhas de Crédito que fazem o financiamento destinado a projetos de investimento hoteleiro para implantação, reforma, ampliação, relocalização e aquisição de equipamentos hoteleiros através de repasse de recursos oriundos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste - FNE", explica Eneide Correia Teixeira, gerente de área de crédito imobiliário do Banese.

Já o Banco do Nordeste, que também possui o Programa de Apoio ao Turismo Regional (FNE/PROATUR), cuja finalidade é integrar e fortalecer a cadeia produtiva do turismo, aumentando a oferta de empregos e o aproveitamento das potencialidades turísticas da região, em bases sustentáveis, desde 2011 aplicou no setor hoteleiro R$ 971.128,73 com duas operações contratadas. Até junho deste ano, mais duas novas operações já foram contratadas num investimento de R$ 924.864,73.
"Estamos com maiores expectativas ainda para este segundo semestre de 2012, com a perspectiva de contratação de mais de R$ 1 milhão em outros dois novos financiamentos e com uma demanda para o setor ainda em análise na ordem dos R$ 40 milhões", informou o gerente de Negócios Empresarial do Banco do Nordeste, Franklin José Dias de Paiva.

LEIA MAIS:

COLUNA MAX AUGUSTO - Base governista elege 45 prefeitos

Deputados aprovam empréstimo de R$ 727 milhões para Sergipe


Projeto de Eduardo Amorim estabelece carga horária para a Educação Física


Rede Hoteleira tem crescimento em Sergipe


Valadares debate atualização do Código de Defesa do Consumidor


TCE deve julgar processo da licitação do transporte na próxima quinta


Nenhum comentário:

Postar um comentário