segunda-feira, 8 de outubro de 2012

João Alves terá audiência com Jackson e Edvaldo Nogueira

O prefeito eleito de Aracaju, João Alves Filho (Democratas), concedeu ontem, durante todo o dia, diversas entrevistas a emissoras de rádio e televisão da capital, encerrando com uma aparição noturna no telejornal da TV Sergipe, quando falou sobre seus planos à frente da gestão do município a partir de janeiro do ano que vem e sobre o processo de transição que pretende iniciar em clima de harmonia, informando que irá solicitar o apoio do  governador do estado, Marcelo Deda e do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, já tendo marcado audiências com os atuais gestores do estado e do município, para que possa administrar em função dos interesses de todo o povo aracajuano.

Afirmando que nunca exerceu cargo tão fascinante quanto o de prefeito de sua cidade, ele anunciou já ter marcado, em prol de um entendimento que resulte em benefícios para a população, uma audiência com o governador em exercício, Jackson Barreto, que está marcada para o dia de hoje (terça-feira), às 15H30m, no Palácio dos Despachos.

O prefeito eleito também pediu audiência prefeito Edvaldo Nogueira, que está por ser marcada, além de ter  recomendado à sua esposa, a senadora Maria do Carmo, que também solicite audiência com a presidente Dilma Rousselff, para que ele possa tratar, junto ao governo federal, de assuntos em favor dos interesses da prefeitura da capital e de sua população.

Mudanças no projeto do plano diretor
Dentre os assuntos que tratou com a imprensa, João Alves falou sobre os erros do projeto do plano diretor, que pretende rever assim que assumir em janeiro. Segundo ele, “há muitas distorções na concepção deste plano, não por má fé, mas pela falta de uma assessoria adequada e, se for aprovado da maneira como está, será extremamente nefasto à nossa capital. Quando fomos prefeito e implantamos o Bairro Coroa do Meio, na Zona Sul, colocamos como limite prédios de três andares, até para proteger esse patrimônio e favorecer a brisa. Já que Aracaju, assim como outras capitais do Nordeste, tem temperaturas elevadas, mas devido à grande brisa que temos isso se atenua. E agora, de acordo com esse novo projeto, é permitido construir prédios enormes, entendo que isso é negativo porque fere os interesses dos aracajuanos”.

Elogios ao desempenho do TRE
Nas entrevistas que concedeu, o prefeito eleito aproveitou para elogiar o desempenho da presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Aparecida Gama que, segundo destacou, “conduziu o processo eleitoral com extrema competência e absoluta isenção, dispensando um tratamento respeitoso a todos os candidatos indistintamente e agindo com a necessária firmeza sempre que se fazia necessário, fazendo assim a justiça prevalecer em todas as circunstâncias nestas eleições”.

João também destacou a determinação, coragem e liderança da ex-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Suzana Maria Carvalho Oliveira, “por sua audácia e obstinação ao ter tido o tirocínio de posicionar Sergipe na condição de estado modelo no cenário nacional, insistindo no projeto pioneiro de implementação, nas urnas eleitorais, da  identificação do eleitor pelo processo de biometria, que obteve grande sucesso neste pleito”.

Ele afirmou ter sempre se colocado contrário à aprovação do projeto do plano diretor do jeito que aí está tendo em vista o fato de que para aprovar a construção desses edifícios de grande porte é preciso dispor de infraestrutura adequada, a exemplo da construção de vias mais largas, sistema de esgoto, escoamento de água e  transporte público de qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário