segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Amorim diz que violência não é da sua índole

“Não percebi nenhum ato de violência por onde passei, quero apenas destacar que onde teve violência não foi por minha parte e sim por parte de terceiros. No município de Capela, meu primo foi agredido, houve situações em que me ameaçaram, mas não deixei de levar minha palavra. Sempre haverá quem discorde uns dos outros, mas usar de violência não é da minha índole. Como meu partido, prezo pela família em primeiro lugar”, disse o senador Eduardo Amorim, comentando os episódios de violência no estado.

Ele ainda falou que nos últimos dois meses esteve em vários municípios, percorreu milhares de quilômetros, e tem plena consciência do dever cumprindo. “Não faço parte do lado da política que utiliza das agressões para ganhar a confiança do eleitorado. Levei em minhas palavras em cada lugar que estive que a esperança existe e está em nossas mãos. A percepção de políticos agressores deve ser banida, as pessoas não aceitam mais esse tipo de atitude”, continuou o senador.

Amorim disse ainda que visitou o Colégio Murilo Braga, em Itabaiana, onde passou boa parte da manhã, e afirmou que o clima foi de tranquilidade. “Além disso, fica a certeza do dever cumprido, pois realizamos um pleito em paz e sem violência. Onde estive semeei a paz, como tudo em minha vida”, disse.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário