quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Na TV Sergipe, João fala sobre plano de governo e pesquisas

A construção de casas para famílias de baixa renda, a resolução do problema do transporte coletivo urbano, o equacionamento do congestionamento de tráfego na capital, o investimento nas escolas municipais buscando o ensino de qualidade, a geração de emprego e renda e a valorização do funcionalismo público foram algumas das importantes propostas do plano de governo do candidato a prefeito pela coligação “Aracaju não pode esperar”, João Alves, apresentadas ontem em uma entrevista ao SETV 1ª edição, da TV Sergipe, afiliada à rede Globo de televisão.


 
João Alves falou ainda sobre sua experiência em campanhas eleitorais e comentou o resultado das últimas pesquisas, que apontam sua vitória no primeiro turno. “Acredito nos resultados das pesquisas, mas não deixo que isso governe minha atuação. Tudo que conquisto é com trabalho e digo sempre que gosto mesmo é de gastar as solas dos sapatos”, declarou, referindo-se as visitas que vêm fazendo na periferia de Aracaju há mais de um ano.

João Alves revelou que foi através desse trabalho corpo a corpo que ele percebeu que uma das maiores necessidades da população de Aracaju é a moradia digna para as famílias de baixa renda. Ele lembrou que em suas duas últimas gestões, com o apoio da senadora Maria do Carmo, seus governos construíram mais de dez mil casas tanto no interior, quanto na capital. “Deixamos Aracaju sem nenhuma favela. E, como prefeito, se assim Deus e a população quiserem, eu vou priorizar a construção de casas para os mais pobres, seja através do desfavelamento, ou do financiamento de baixa renda, pois lamentavelmente os outros governantes não atuaram nessa área”, afirmou.

Quanto à questão da mobilidade urbana, em que também está prevista a construção de novas avenidas, áreas verdes e a melhoria do transporte público, João Alves deixou claro que já há um projeto pronto feito por um especialista de renome internacional para ser implantado em Aracaju. “Fizemos um levantamento da situação aqui e sabemos o que vai fazer o trânsito funcionar. Não vai ser preciso implantar nenhum VLT não”, disse.

No plano de governo de João Alves também está prevista a capacitação profissional para a inserção dos jovens no mercado de trabalho, através de um planejamento que reúne experiências que deram certo em São Paulo e no Maranhão. De acordo com o candidato, o projeto vai funcionar com parcerias entre escolas de capacitação e do Banco do Povo, e poderá gerar mais de mim empregos. “Através da capacitação profissional, desse trabalho com o Banco do Povo, e da desburocratização para concessão de vagas em empresas e treinamento profissional, vamos conseguir inserir os jovens no mercado de trabalho”, completou.

João Alves aproveitou a oportunidade para afirmar que nunca trabalhou contra o funcionalismo público. “Quando eu assumi o governo pela primeira vez, a maioria dos funcionários era celetista, com contratos instáveis, e o governador que assumia demitia aqueles que encontrava. Em meu governo nós transformamos todos em funcionários estatutários. Então nós valorizamos muito esses trabalhadores e uma das práticas da minha gestão será a criação da carreira desses trabalhadores. Nós queremos é a valorização desses profissionais”, garantiu.

Do Comitê de Imprensa do Candidato

Nenhum comentário:

Postar um comentário