quinta-feira, 20 de setembro de 2012

João Alves diz que vai tornar saúde pública de Aracaju referência no Nordeste

Despartidarizar a saúde pública, respeitando o princípio da igualdade; repaginar o Pró-Mulher, Pró-saúde; implantar um projeto de Saúde Integral; criar um Centro de Apoio Psicossocial exclusivo  par tratar os dependentes químicos. Essas foram algumas das propostas para a área da saúde apresentadas pelo candidato da coligação Aracaju não pode esperar, João Alves Filho (DEM), no almoço entre médicos realizado ontem na Sociedade Médica de Sergipe.

O ex-governador disse que não está preocupado com obras físicas para tirar a saúde do caos. “Não precisamos construir um hospital municipal como solução para os problemas". O que falta na saúde municipal de Aracaju, segundo o democrata, é uma gestão pública eficiente, através de uma ação integral que se inicie com a Medicina preventiva.

“O agente de saúde vai exercer um papel fundamental na recuperação do setor. Vamos agir preventivamente e os agentes de saúde irão informar aos médicos sobre os pacientes portadores de doenças crônicas, que devem ser tratados em casa”. O candidato democrata lembrou que “nessa nova gestão de saúde preventiva será importante prescrever o melhor tipo de alimentação e a efetiva participação das pessoas em atividades físicas”.

João Alves voltou a assegurar que o Poder público vai oferecer amplas condições de trabalho aos médicos e demais profissionais da saúde. “Vamos respeitar a categoria, seus direitos e garantias e dialogar abertamente sobre os problemas que a classe médica enfrenta no dia a dia”, afirmou.

Para ele, desburocratizar o serviço de saúde é um grande desafio. Ele pretende tornar a máquina administrativa mais leve e ágil, respeitando os princípios da legalidade, da publicidade e da eficiência. João não admite que falte o básico nas Unidades de Pronto Atendimento enquanto o usuário fica desassistido. “Na nossa administração o aracajuano não permanecerá nas filas virtuais seja para a marcação de uma consulta médica ou para a realização de um exame laboratorial. Vamos transformar a saúde num serviço público que seeja referência para o Nordeste”, concluiu.

 
Do Comitê de Imprensa do candidato

LEIA MAIS:

Déda cria comissão para acompanhar projetos do Hospital do Câncer

João Alves diz que vai tornar saúde pública de Aracaju referência no Nordeste

PMA apresenta projeto para conter avanço do mar na 13 de julho

Déda vai liberar recursos para reforma da catedral

Presidente nomeia integrantes das comissões para escolha de conselheiro do TCE

Rogério se reúne com global Luigi Baricelli e empresários do setor de tecnologia para discutir projetos

Exportações em Sergipe caem 27,5% em Agosto

Governo ressalta que no acumulado exportações cresceram 46,8%

Nenhum comentário:

Postar um comentário