sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Governador oficializa doação de R$ 1 milhão do Banese para reforma da Catedral

Em solenidade realizada na manhã de ontem o Banese oficializou a doação de R$ 1 milhão para as obras de reforma da Catedral Metropolitana de Aracaju. A restauração do prédio está orçada em R$ 4,5 milhões e o governador Marcelo Déda (PT) se comprometeu em buscar reunir empresários de destaque em Sergipe, logo após o período eleitoral, para motivá-los a contribuir com essa ação de preservação histórica e cultural para o povo sergipano.

Primeira parte dos recursos já foi liberada
Déda reafirmou ainda que o vice-governador Jackson Barreto (PMDB) também vai coordenar os trabalhos de arrecadação do restante dos recursos. A partir da assinatura do convênio, o Banese liberará de imediato uma parcela no valor de R$ 500 mil para o início das obras. A outra parcela de R$ 500 mil será liberada logo no início de 2013.

Segundo o governador Marcelo Déda, é imprescindível que Aracaju, como uma cidade de 157 anos, seja capaz de preservar a sua memória para o futuro, impedindo que prédios que representam sua cultura e sua história sejam danificados.

“Um povo sem memória é um povo condenado a repetir erros e a perder a capacidade de refletir sobre a sua trajetória. Nenhum projeto de futuro pode ser desenhado sem o olhar reflexivo sobre o passado. Por isso, todas as grandes nações do mundo souberam proteger o seu patrimônio e preservar a sua história. Nesse sentido é que o Governo do Estado se mobilizou na busca de soluções para a questão da Catedral, já que esse é um prédio referencial da nossa história presente desde o projeto inicial da construção da nossa capital”, afirmou o governador, ao destacar as referências buscadas na execução das políticas de preservação e valorização do patrimônio histórico.

O arcebispo metropolitano da capital, Dom José Palmeira Lessa, agradeceu ao empenho do governador Marcelo Déda e do vice-governador Jackson Barreto em buscar alternativas para promover a recuperação da Catedral. “Essa ação demonstra o compromisso dos governantes com a preservação de um patrimônio dos sergipanos, construído logo após a fundação da capital, num padrão arquitetônico que se tornou um elemento cultural forte para o povo. Tanto isso é verdade, que da minha casa, logo ao lado da Catedral, já presenciei diversos grupos de turistas, visitantes e estudantes de arquitetura apreciando e analisando as características históricas que estão impressas no estilo da Catedral. Por isso, hoje é um dia de alegria e realização para os católicos e para todos os sergipanos”, declarou Dom Lessa.

Jackson Barreto lembrou o início de toda a mobilização a partir de uma carta recebida do pároco da Catedral. “Nós estamos vivendo um momento histórico, e tudo nasceu de uma carta enviada pelo padre Dácio dos Santos, relatando a situação física do prédio da catedral. Esta carta foi levada ao governador, e juntos pensamos como preservar aquele patrimônio, que é um verdadeiro ‘rosto’ da cidade, ícone da história da capital. Além de um símbolo da religiosidade católica, a Catedral simboliza muito para a memória de todos os sergipanos”, disse o vice-governador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário