sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Amorim diz que foi ameaçado pelo prefeito Sukita

O senador Eduardo Amorim (PSC) afirmou que foi ameaçado na manhã de ontem, pelo prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita (PSB). O fato teria acontecido durante o programa ‘A Hora da Verdade’, na Megga FM, comandado pelo radialista George Magalhães. De acordo com o senador o prefeito não mediu palavras e não respeitou o representante do Estado no Congresso Nacional, direcionando ameaças como “o senhor vai ver o que vai acontecer em Capela mesmo sendo uma autoridade”.

“Como cristão não temerei ameaça do prefeito e manterei minha agenda pelo Estado, inclusive no município de Capela”, afirmou Eduardo Amorim. O prefeito afirmou, ainda, que o parlamentar foi ao município na última quarta-feira, dia 19, acompanhado de policiais militares. Segundo o senador, isso é uma inverdade, já que ele estava em Nossa Senhora da Glória e a noite esteve em Itabaiana, acompanhado do deputado estadual Pastor Antônio dos Santos, participando de uma caminhada e de um comício.

Diante das calúnias e difamações praticadas pelo prefeito contra o senador e contra o seu mandato, que lhe foi confiado pelo povo sergipano, o parlamentar solicitou à sua assessoria jurídica, que tomasse as providencias legais cabíveis em relação às inverdades proferidas na emissora de rádio.

O senador decidiu que, com uma possível vitória na Justiça, a indenização que venha a ser paga pelo prefeito seja totalmente revertida para instituições capelenses que cuidem de pessoas carentes da cidade, em especial aquelas que se encontrem desassistidas pelo poder público municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário