quinta-feira, 12 de julho de 2012

MP pediu a impugnação de duas candidaturas em São Cristóvão


Na última terça-feira o Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou com dois pedidos de impugnação de registro de candidatura a prefeito do município de São Cristóvão. O MPE considerou que os candidatos Alberto dos Santos, o Betinho (PDT) e Armando Batalha de Gois (PSB) estão inelegíveis por possuírem contas rejeitadas no Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE). 


Armando responde por improbidade
No caso de Armando Batalha há ainda um processo de improbidade administrativa onde Armando já sofreu condenações. O juiz Manoel Costa Neto deve julgar em breve a procedência dos pedidos.
Betinho, de 56 anos, é candidato pela coligação “Compromisso com Você”, que envolve quatro partidos: PDT, PTB, PSC, PRTB, PRP. Já Batalha, 49, entrou na disputa pela coligação “Para são Cristóvão crescer”, que engloba oito partidos: PRB, PTN, PSDC, PHS, PMN, PTC, PSB e PV.
Betinho teve contas rejeitadas

Caso ambos sejam impugnados, restarão ainda outras três candidaturas no município: Wanderlê Correira (PMDB), pela coligação “União para reconstrução”;  José Bispo dos Santos, o Bispo do Gesso (PPS) e Luís Alberto Barbosa Pinto (Psol). Entre eles, o ex-deputado federal Wanderlê Correira, irmão do ex-prefeito Zezinho da Everest, é apontado como favorito, já que possui ao seu lado oito partidos (PT, PMDB, PSL, PR, PPL, PSD, PC do B, PT do B) seis vereadores, o atual vice-prefeito e o apoio de lideranças como Marcelo Déda (PT) e Jackson Barreto (PMDB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário