quarta-feira, 11 de julho de 2012

José Carlos Machado é um vice milionário


Empresário declara bens no valor de R$ 6 milhões. Já Conceição Vieira teve patrimônio reduzido pela metade

Por Max Augusto

O único milionário ou o único que declarou ser milionário? O fato é que o empresário e ex-deputado federal José Carlos Machado (PSDB) é o candidato mais rico envolvido na disputa pela Prefeitura de Aracaju. Vice na chapa encabeçada por João Alves Filho (DEM), Machado declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) possuir a pequena fortuna de R$ 6,2 milhões em diversos bens e aplicações. Já a deputada estadual Conceição Vieira (PT) viu seu patrimônio ser reduzido à metade, desde a eleição de 2010.

Machado é dono de várias empresas
Ao lado do candidato a prefeito Almeida Lima (PPS), Machado foi o único integrante de chapa majoritária a declarar que é “milionário” - possui mais de R$ 1 milhão em patrimônio. Entre seus bens estão uma série de imóveis, terrenos, casas e lotes em Aracaju e Itabaiana, principalmente. Machado é sócio de três empresas de médio ou grande porte: Aribé Motos (onde possui quotas do capital social, no valor de R$ 1,1 milhão); Incorporadora Serrana (quotas de R$ 53,9 mil) e Itabaiana Comércio e Importação de Veículos (quotas de R$ 742,5 mil).

Além de um belo apartamento na avenida Beira-mar, no valor de R$ 710 mil (a quantia está bem próxima à avaliação do mercado), seu bem mais caro é um imóvel comercial no conjunto Marcos Freire, em Socorro, avaliado em R$ 660 mil. Fora isso, o ex-deputado ainda declarou algumas contas bancárias, onde possuía mais de R$ 200 mil.

Já na campanha de 2006, quando foi candidato à reeleição como deputado federal, Machado protocolou uma declaração com valores menores, cerca de R$ 4 milhões. O destaque era uma aplicação financeira no valor de R$ 1,6 milhão. Por outro lado os números apresentados por Machado em 2012 são bem parecidos com os declarados por ele na eleição de 2010, quando disputou uma vaga no Senado. Além do mesmo valor, R$ 6,2 milhões, ele mantém praticamente os mesmos bens, com exceção de 1.332 cabeças de gado “bufalinos”, “asininos”, “equinos” e “muares”, no valor de R$ 800 mil.

Altos e baixos
A candidata a vice-prefeita na chapa comandada por Valadares Filho (PSB), Conceição Vieira (PT), ficou apenas com o terceiro lugar no ranking de patrimônio pessoal dos candidatos a vice, com R$ 215 mil. Seu bem mais valioso é uma casa no bairro Jabotiana, de R$ 210 mil - valor compatível com o de mercado. Além disso, uma caminhonete, um reboque e um carro velho (Wolksvagen Passat ano 1986) completam a lista.  

O interessante nas declarações patrimoniais de Conceição é o constante sobe-desce dos valores. Em 2006 ela declarou bens compatíveis com o salário de professora – dois carros, uma casa e uma pequena poupança, que somados valiam R$ 40 mil. Quatro anos depois, na eleição de 2010, seu patrimônio estava mais de dez vezes maior: R$ 530 mil. Mas agora em 2012, apenas dois anos depois, o valor já caiu pela metade.

Vale lembrar ainda que na eleição anterior a casa no bairro Jabotiana já constava na relação, com um valor menor. A novidade foi outra casa, no bairro Atalaia, de R$ 290 mil – que este ano não consta mais na sua declaração. A caminhonete e o reboque continuam, ao lado de uma conta corrente e uma aplicação em renda fixa.

Mais vices
Outro patrimônio que chama atenção é o do advogado Evaldo Campos (PV), candidato a vice na chapa puro-sangue encabeçada por Reynaldo Nunes (PV). Um dos criminalistas mais reverenciados em Sergipe, atuando na defesa de clientes e casos famosos, ele possui uma das bancas de advocacia mais destacadas do Estado, mas seu patrimônio não está no mesmo pé dos seus colegas de sucesso na profissão.

Evaldo afirmou possui R$ 456,8 mil em bens, que incluem um imóvel rural em Itaporanga (medindo 10 mil m² e valendo R$ 150 mil) e vinte bovinos, além de um carro, um lote em um condomínio e mais alguns pequenos bens. Em 2010 ele foi candidato a deputado estadual e declarou possuir R$ 309,1 mil – registrando este ano um aumento de aproximadamente 30% em relação à eleição passada.

Já o jornalista Rivando Goes (PPS), vice de Almeida Lima (PPS), afirmou possuir bens no valor de R$ 53 mil (um pequeno sítio e uma caminhonete) e o estudante Antônio Vinícius Oliveira Gonçalves (Psol) declarou R$ 28 mil, valor de um Fiesta 2005 – é mais do que a sua candidata, Vera Lúcia (PSTU), que não possui nada.

DECLARAÇÃO DE BENS DOS CANDIDATOS A VICE-PREFEITO EM ARACAJU

José Carlos Machado (PSDB) – R$ 6,2 milhões
Evaldo Campos (PV) – R$ 456,8 mil
Conceição Vieira (PT) – R$ 251,5 mil
Rivando de Gois Ribeiro (PPS) – R$ 53 mil
Antonio Vinicius Oliveira Gonçalves (Psol) – R$ 28 mil



Nenhum comentário:

Postar um comentário